Egressos

O perfil do mestre a ser formado é o de um profissional capacitado a ministrar aulas de Botânica, propor e executar projetos, além de orientar alunos de graduação nas linhas de pesquisa relacionadas à sua dissertação. O perfil do doutor a ser formado é o de um cientista capacitado a ministrar aulas de Botânica, orientar alunos de graduação e pós-graduação, elaborar e executar projetos nas linhas de pesquisa relacionadas à sua tese. Além disso, considerando o grande número de alunos egressos que, temporariamente ou não, atua no ensino fundamental e médio, público e particular, também constitui um objetivo formar docentes capazes de estimular o espírito científico, a prática de conservação e o gosto pelo estudo das ciências biológicas, especialmente a Botânica, neste estágio da formação educacional. Até o ano de 2017, o Programa formou 431 Mestres e 102 Doutores, dos quais aproximadamente 75% estão distribuídos em universidades e institutos de pesquisa públicos, além de instituições de ensino particular, em distintos estados do Brasil, ocupando cargos de docência e/ou pesquisa. Podem ser citados como exemplos de instituições que receberam egressos do Programa, UFPE, UFBA, UFPA, UFSC, UFRGS, UFG, UFOPA, UFF, UFRRJ, UFMG, FIOC, UFJF, UFRN, UEL, IPJBRJ, UFMG, além de instituição no exterior (University of North Caroline Wilmington), evidenciando a qualidade dos profissionais formados no âmbito desse grupo de pesquisadores.