URNAS FUNERÁRIAS MIRACANGUERA
Com restos humanos cremados
Museu Nacional

Miracanguera

Na margem esquerda do Rio Amazonas, entre Manaus e Itacoatiara, foram encontrados vestígios de inúmeros sítios indígenas pré-históricos. Em um deles, o de Miracanguera, destruído pela erosão, foram recuperados diferentes tipos de urnas funerárias e outros vasilhames relacionados ao rituais fúnebres. Os corpos eram cremados e as cinzas guardadas nessas urnas que tinham bojo, gargalo e tampa. Havia peças mais elaboradas, certamente para pessoas de posição elevada dentro do grupo. A cerâmica do sítio de Micarangüer (posteriormente denominada de fase Guarita) recebia um banho de tabatinga (tipo de argila com material orgânico) e eventualmente uma pintura com motivos geométricos, além da decoração plástica que destacava detalhes específicos, tais como seres humanos sentados e com as pernas representadas.