Paraphysornis brasiliensis
Museu Nacional (acervo)

Ave do Terror

O Paraphysornis brasiliensis - do grego: para (próximo de) + physis (natureza) + ornis (ave) - nome científico da Ave do Terror, era carnívora e podia atingir cerca de 2 m de altura e pesar até 200 quilos. Não voava e, provavelmente, perseguia suas presas por terra como faziam os dinossauros terópodes. É possível que utilizasse o bico para dilacerar sua presa, sendo conhecida como ave assassina. Viveu no Oligoceno Superior (33 milhões de anos atrás) e seu esqueleto foi encontrado em Tremembé, São Paulo, entre 1976 e 1978. O original está depositado no Museu de Ciências da Terra, no Rio de Janeiro e o Museu Nacional tem uma réplica em tamanho natural.